Ir para conteúdo

Notícias

Sem resultados a apresentar
 

Concluído estudo prévio do projeto de requalificação do salva-vidas da Fuseta

Encontra-se concluído o Estudo Prévio de Arquitetura do Projeto de Reabilitação e Musealização do Edifício do Instituto de Socorros a Náufragos da Fuseta. O documento, essencial para o processo, resulta de uma primeira avaliação minuciosa do estado de conservação do edifício mais icónico da vila, durante o qual, através do recurso às mais modernas tecnologias, se fez o diagnóstico e a avaliação do seu estado de conservação, quer estrutural, quer construtivo. O estudo prévio, apresentado pelos arquitetos ao presidente da autarquia, António Miguel Pina, e ao vereador das Obras Públicas, Ricardo Calé, foi, agora, enviado para as entidades que detêm a tutela do salva-vidas, para que a sua posse seja, definitivamente, transferida para a autarquia, que, só então, poderá avançar com a intervenção. A requalificação do edifício histórico prevê a sua reparação estrutural, reabilitação arquitetónica e funcional e posterior transformação daquele espaço nom polo museológico que, sob a alçada do Museu Municipal de Olhão, se constituirá como o Centro Interpretativo da Paisagem e do Património. A Estação de Socorros a Náufragos da Fuseta foi construída em pleno Estado Novo, na segunda metade do século XX. Em 1996, as chaves foram entregues pelo Instituto de Socorros a Náufragos à direção-Geral do Património do Estado, tendo estado fechado desde então. A singularidade da sua implementação no interior da ria Formosa e o desenho de vanguarda modernista, a par da estima que a população da Fuseta e de todo o concelho votam ao edifício mais marcante da paisagem da vila, fazem com que a autarquia tenha posto mãos à obra de reabilitação do salva-vidas, e dar-lhe vida nova enquanto ponto de encontro de cultura, património, etnografia e memória.
13 de maio, 2022
 

Município delega competências nas escolas

Foi assinado no final da passada semana entre o Município e os agrupamentos de escolas do concelho o contrato de delegação de competências transferidas pelo governo central para as autarquias no âmbito da Educação. O contrato interadministrativo de delegação de competências abrange as áreas de recursos humanos, encargos com a gestão e funcionamento dos edifícios escolares, apoios e complementos educativos. No ano letivo que agora decorre, o pacote financeiro transferido pelo Município para as escolas ascende aos cerca de 650 mil euros.
02 de maio, 2022
 

Manhã de festa no Largo da Feira contra maus-tratos na infância

A Escola N.º 1 do Largo da Feira abriu as portas esta sexta feira, 29 de abril, para uma manhã de festa, que foi o culminar de um mês de atividades de sensibilização contra o flagelo dos maus-tratos na infância. Ao longo do mês de abril, Mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância, as famílias dos alunos foram chamadas a participar e, em conjunto com os mais pequenos, produzir um laço azul – o símbolo deste mês -, em que o único limite foi a imaginação de pais e filhos e o objetivo maior foi fomentar uma parentalidade cada vez mais positiva. Os trabalhos resultantes do desafio foram reunidos na exposição “Criar Laços”, que pode, agora, ser apreciada por toda a comunidade no gradeamento envolvente ao estabelecimento de ensino.Para além de alunos, professores e restante comunidade educativa, esta manhã de alerta de alerta de consciências para a problemática dos maus-tratos contra as crianças contou com a presença das entidades parceiras da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, das quais o Município faz parte e foi representado pela vereadora Elsa Parreira. De forma lúdica e divertida, a mensagem foi passada através de música, dança, poemas e arte, despertando consciências para uma problemática transversal a toda a sociedade e fomentando nas crianças o conhecimento dos seus direitos.
29 de abril, 2022
 

Nota de pesar pelo desaparecimento de Joaquim Vairinhos

É com enorme pesar que, no Município de Olhão, assistimos ao desaparecimento de uma figura ímpar da política algarvia e nacional, como foi Joaquim Manuel dos Santos Vairinhos. Loulé e a nossa região ficam mais pobres com a notícia da sua morte.Foi professor, autarca, eurodeputado e dirigente partidário. Teve uma vida cheia dedicada à causa pública. Foi um amante da cultura e do desporto.Partiu o Homem mas ficou a sua obra, bem visível na terra que colocou acima de tudo - Loulé - mas nunca esqueceu o restante Algarve, que sempre defendeu no seu todo, lutando por uma região mais forte e dinâmica. E, não esqueçamos, a regionalização era o seu sonho maior. Ficou por cumprir.Enquanto presidente do Município de Olhão e da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL),  realço que nos despedimos de um Homem que todos devemos recordar, um grande Algarvio que tanto honrou a nossa região, deixando uma palavra de conforto aos seus familiares e amigos mais próximos.Até sempre Professor Joaquim Vairinhos!António Miguel Pina
12 de abril, 2022
 

Olhão celebra os 48 anos de Abril com iniciativas durante todo o mês

O concerto Vozes de Abril, com Domingos Caetano, Inês Graça e Afonso Dias, na noite de 23 de abril, às 21h30, no Auditório Municipal de Olhão (AMO), é um dos destaques deste mês, quando se ouvirão muitos dos temas que são verdadeiros hinos da revolução ocorrida a 25 de abril de 1974. Já no Dia da Liberdade, as comemorações oficiais em Olhão começam com o hastear da bandeira em frente aos Paços do Concelho, às 09h30, seguindo-se a inauguração da exposição Artes da Liberdade, no Museu Municipal. No mesmo dia, mas às 10h30, também será hasteada a bandeira nacional na Junta de Freguesia de Pechão, seguindo-se a iniciativa “Pechão em Festa pela Liberdade”, às 10h45. Às 12h00, na Rua 25 de Abril, far-se-á uma homenagem aos antifascistas de Pechão. Também o Museu Municipal de Olhão - Edifício do Compromisso Marítimo, propõe várias iniciativas no mês em que se celebra a liberdade. Assim, no dia 12, vão decorrer as oficinas Abril Crachás Mil (10h30) e Abril Cartazes Mil (14h30), quando os participantes são convidados a embarcar numa viagem criativa e divertida idealizando crachás e cartazes temáticos. Estas atividades, destinadas ao público entre os 6 e os 14 anos, carecem de inscrição até ao dia 11 de abril, para o e-mail museu@cm-olhao.pt ou pelo telefone 289 700 103. Neste espaço municipal, mas a 18 de abril, às 14h30, decorre a oficina Cravos de Abril, que consiste em fazer cravos com papel de seda, iniciativa também integrada nas comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. Neste âmbito, realiza-se ainda uma visita orientada ao Centro Histórico, pelas 16h00. Estas atividades são destinadas ao público em geral mas carecem de inscrição, até 14 de abril, para os contactos acima referidos. Durante a realização destas oficinas, o Museu convida todos os interessados a criarem o seu ‘postal da liberdade’, atividade livre destinada ao público em geral. O resultado destas oficinas será exibido no Museu numa exposição a inaugurar no dia 25, pelas 9h45. O Arquivo Municipal de Olhão mostra, no separador central da Avenida da República, junto ao Senhor dos Aflitos, a partir do dia 8 e até 30 de abril, a exposição Recortes de Abril. Trata-se de um apontamento expositivo do qual fazem parte fotografias, autos de posse, atas e ofícios que aludem ao 25 de Abril, divulgando-se assim alguma da documentação produzida e recebida na altura e que faz parte do espólio do Arquivo Municipal. Também no dia 8 de abril, às 15h00 para o público escolar e às 21h30 para o público em geral, a Biblioteca Municipal de Olhão José Mariano Gago, acolhe o concerto-teatral informal Levantei-me do Chão, com histórias de José Saramago e músicas inspiradas pelo mesmo e por Zeca Afonso, José Mário Branco, Fausto e Sérgio Godinho, entre outros. O Ciclo Liberdade(s), que tem hoje início com o filme Frankie, trará ao AMO quatro longas metragens sobre mulheres, onde elas são as protagonistas. Seguem-se os filmes A Candidata Perfeita, a 12 de abril; A Pior Pessoa do Mundo, a 19 de abril e Lúcia Cheia de Graça, a 26 de abril. Na noite de 22 de abril, haverá música de intervenção na sede do Grupo Etnográfico de Quelfes, às 21h30, enquanto que na Junta de Freguesia de Pechão é inaugurada a exposição de pintura Re-encontros, de Susy Constantino. A 24 de abril, a partir das 21h30, no Clube Oriental de Pechão realiza-se um sarau cultural.    
05 de abril, 2022
 

Vencedores concelhios da Batalha dos Livros são conhecidos amanhã

A Batalha dos Livros é um concurso que incentiva a leitura autónoma, desta vez realizada por alunos do 3º ao 6º ano de escolaridade, que encoraja a leitura de bons livros e a competição saudável entre pares. Cada concorrente vai responder a questões sobre obras da literatura universal. Os estudantes participam lendo os livros que constam da lista apresentada pela entidade promotora para cada escalão e inscrevendo-se nas Bibliotecas Escolares de cada agrupamento. Após a primeira fase, ‘local’, segue-se a fase concelhia, na qual participam as equipas vencedoras de cada agrupamento/escola, apurando-se agora os melhores do concelho. Esta é uma forma de as crianças/jovens melhorarem os seus hábitos de leitura e ao mesmo tempo divertirem-se numa disputa saudável, envolvendo os colegas, os professores e a família. Os autores eleitos para esta edição da Batalha dos Livros são Álvaro Magalhães (O circo das palavras voadoras), Hans Christian Andersen (O soldadinho de chumbo), Pedro Seromenho (A cidade que queria viver no campo), Neil Gaiman (Por sorte o leite), David Walliams (Avozinha gangster) e Roald Dahl (Charlie e a fábrica de chocolate).
04 de abril, 2022
 

Município de Olhão promove curso para professores do concelho

A formação, acreditada e que decorrerá em regime presencial, destina-se aos professores dos grupos 100 e 110, tendo prioridade os docentes a lecionar em escolas do concelho de Olhão. No total, estão destinadas 18 horas para os participantes conhecerem melhor a história do concelho. Nos módulos serão abordados temas tão variados como o território, arqueologia e património edificado, a história e o património marítimos, a necessidade de conhecer e preservar o património existente ou as tecnologias digitais associadas à manutenção desse património. As lendas de Olhão também estarão em destaque nestas sessões, assim como a valorização da diversidade de etnias e culturas existentes na comunidade ou a revitalização do património gastronómico do concelho. São formadores deste curso os técnicos do Museu Municipal Hugo Oliveira, Sandra Romba, Ana Martinho e Veralisa Brandão; Carla Assis, do Centro de Formação Ria Formosa; José Joaquim Dias Marques, da Universidade do Algarve; Nuno António, da MOJU - Movimento Juvenil em Olhão; Cristiana Nascimento, do Departamento de Educação do Município e o ator e encenador Marco Paiva, da plataforma de criação artística Terra Amarela. As inscrições (20 vagas disponíveis ) devem ser feitas até 22 de abril em www.cffaro.pt.  
31 de março, 2022
 

Festival Internacional de Acordeão volta a Olhão na noite de 1 de abril

Os participantes nesta sétima edição são todos acordeonistas de renome, apaixonados pela sua arte, e prometem com as suas sonoridades proporcionar bons momentos na primeira noite do mês de abril. Esta é uma iniciativa da Junta de Freguesia de Quelfes e do Grupo Etnográfico de Quelfes, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Olhão e da empresa municipal Fesnima. Mais uma vez, nesta edição, o público poderá apreciar vários intérpretes nacionais e internacionais daquele que é um dos instrumentos tradicionais mais importantes da música nacional, com especial incidência no Algarve. O objetivo desta iniciativa é a promoção e valorização do acordeão enquanto instrumento musical com grande relevância na região algarvia e no nosso concelho.
29 de março, 2022
 

Ministro do Ambiente inaugura jardins da Frente Ribeirinha

No seu último ato público enquanto governante, João Pedro Matos Fernandes mostrou-se satisfeito por encerrar este ciclo da sua vida em Olhão, na inauguração de dois espaços verdes cuja requalificação foi projetada com a poupança de água em primeiro plano, “um aspeto muito importante se considerarmos que estamos numa das zonas do país onde a seca e os efeitos das alterações climáticas mais se fazem sentir”. Também o presidente da autarquia, António Miguel Pina, sublinhou a vertente ambiental desta requalificação, um dos quatro projetos a nível nacional a merecerem financiamento do Fundo Ambiental, no valor de um milhão de euros. “Sabíamos que não seria uma decisão consensual quando optámos por substituir a relva por outras espécies menos consumidoras de recursos hídricos, mas consideramos que foi uma aposta ganha, quer do ponto de vista estético, que do ponto de vista ambiental”, destacou o autarca. A empreitada de requalificação dos jardins Patrão Joaquim Lopes e Pescador Olhanense representa um investimento de um valor de 1,75 milhões de euros. Os dois espaços verdes da Frente Ribeirinha foram alvo de um conjunto de melhorias que integram uma intervenção mais alargada naquela zona da cidade de Olhão, que começou com a requalificação da Avenida 5 de Outubro, passeios e zonas pedonais. O denominador comum desta intervenção é a evocação da ria, do mar e das tradições olhanenses e a preservação da memória e de espaços icónicos, criando uma zona homogénea, onde jardins, Mercados, Avenida 5 de Outubro e estabelecimentos comerciais formam um conjunto integrado, criando uma zona turística por excelência, bem como um espaço de usufruto para todos os olhanenses, amigo do ambiente e que minimiza os efeitos das alterações climáticas. Esta autêntica “revolução” na Frente Ribeirinha ficará concluída com a requalificação da zona Nascente da Avenida 5 de Outubro e de toda a Avenida 16 de Junho, que se encontra a decorrer e vai dotar a cidade de mais cerca de 700 metros de zona privilegiada de contacto com a ria Formosa.
28 de março, 2022
Retroceder
1
...
17
Próxima Página